Asteroide que dizimou dinossauros “não poderia ter caído em lugar pior”

 

Está cada vez mais claro para os cientistas que o asteroide de 15 quilômetros de diâmetro responsável pela extinção dos dinossauros não poderia ter atingido a superfície da Terra em um lugar pior.

Os cientistas perfuraram as rochas do Golfo do México que foram atingidas pelo asteroide há 66 milhões de anos e descobriram novas informações sobre o evento que exterminou os animais pré-históricos.

O asteroide atingiu uma área relativamente rasa do mar, chocou com as rochas de gesso mineral libertando quantidades enormes de enxofre na atmosfera, o que prolongou o período de “inverno global”. No entanto, se o asteroide tivesse caído em outro local, o resultado poderia ter sido diferente.

É aí que está a grande ironia da história. Afinal de contas, não foi o tamanho do asteroide, a escala da explosão ou o seu impacto global que levou à extinção dos dinossauros. Foi onde o impacto ocorreu”, disse o biólogo Ben Garrod, à BBC.

“Se o asteróide tivesse caído momentos antes ou depois, em vez de atingir a costa de águas rasas poderia ter caído no oceano. Assim, a nuvem de enxofre seria menos densa e a luz do sol poderia ter chegado à superfície do planeta – ou seja, o que aconteceu poderia não ter acontecido”, destacou o especialista.

Segundo Ben Garrod, naquele mundo frio e escuro, a comida nos oceanos acabou em uma semana e os alimentos em terra firme acabaram pouco depois, interrompendo subitamente a cadeia alimentar. “Sem nada para comer, os dinossauros tiveram poucas chances de sobreviver”, destacou.

Ciberia // ZAP / BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientista da NASA revela possível localização de vida extraterreste em Marte

Alfonso Davila, cientista da NASA, acredita que haja vida em Marte e afirma que a NASA elaborou um plano para realizar uma investigação do subsolo do planeta. O cientista também revela que há diversos desafios na …

Em contexto de tensão na Síria, diplomacia boicota jogo entre França e Turquia

A polícia reforçou suas equipes nos arredores do estádio. Já os responsáveis pela segurança dentro do Stade France passarão dos 1.200 habituais para 1.400 homens. Há temores de que torcedores turcos e militantes pró-curdos se enfrentem …

Enterros verdes: Paris inova e inaugura seu primeiro cemitério sustentável

O cemitério de Ivry-sur-Seine, no subúrbio de Paris, reservou uma área de 1.560 metros quadrados para enterros sustentáveis. A nova ala deverá ajudar a diminuir o impacto gerado pelos enterros tradicionais. A contaminação do solo e …

Microsoft quer levar internet a mais de 40 milhões de pessoas em 2022

A inicativa Airband, desenvolvida pela Microsoft, está sendo expandida com a meta de conectar mais de 40 milhões de pessoas à internet até julho de 2022. Lançado em 2017, o programa visa o aprimoramento da internet …

Abandonados, curdos encontram em inimigo dos EUA um aliado

Regime sírio, um aliado russo, desloca tropas para a fronteira em apoio a milícias curdas, que estão sendo atacadas pela Turquia desde que perderam apoio de Trump. Nova aliança representa reviravolta no conflito. As Forças Armadas …

Experimento quântico indica que viagem no tempo é possível

Utilizando um computador quântico cientistas conseguiram fazer com que a máquina voltasse em uma fração de segundo ao passado mostrando que a viagem no tempo é possível. Viajar ao passado é um dos maiores sonhos da …

Dobram os focos de queimadas em terras indígenas da Amazônia

Números são os maiores desde 2011. Parque do Xingu registrou o total mais alto de sua história. Segundo Ipam, aumento se deve à ação de invasores em combinação com período de secas intensas. Dados do Instituto …

Obesidade cresce de forma acelerada no Brasil e se aproxima da taxa dos países ricos, indica OCDE

A quantidade de pessoas obesas no Brasil cresceu de forma mais acelerada que a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Agora, o Brasil se aproxima da taxa do problema …

É detectado quando asteroide recém-descoberto poderia impactar Terra

A Agência Espacial Europeia (ESA) acrescentou um novo asteroide à sua lista de perigos porque esse corpo celeste pode colidir com a Terra dentro de 65 anos. O asteroide se chama 2019 SU3, tem um diâmetro …

Queniano completa maratona em menos de duas horas

O queniano Eliud Kipchoge fez história no atletismo neste sábado (12/10) ao se tornar a primeira pessoa a correr uma maratona em menos de duas horas. O atleta de 34 anos terminou a prova clássica …