Empresa obriga funcionários a rastejar por não alcançarem as metas

Uma empresa chinesa ligada ao ramo da beleza forçou os funcionários que não atingiram os objetivos financeiros anuais a andar de joelhos na rua, em Tengzhou, uma cidade do condado de Zaozhuang, na província de Shandong.

Na China, uma empresa ligada ao ramo da beleza obrigou seis funcionários a rastejar pelas ruas por não terem atingido as metas anuais. O caso aconteceu na cidade de Zaozhuang e foi registrado por pessoas que passeavam na rua, que ficaram chocadas com a situação.

As imagens mostram os funcionários rastejando no asfalto, com medo de perderem seu emprego. À frente do grupo de funcionários castigados estava outro funcionário, que, segundo o Hypeness, ocupa certamente um cargo de chefia. Este funcionário segurava uma bandeira vermelha estampada com o nome da empresa.

As fotografias foram compartilhadas nas redes sociais, tendo chegado às autoridades que colocaram fim à punição. Esse é um caso evidente de assédio moral. A empresa viu as operações temporariamente suspensas e está agora sob investigação.

O vídeo viralizou na internet e a empresa tem sido duramente criticada. Um dos seus responsáveis afirmou, contudo, que a empresa estava apenas tentando motivar os funcionários, mostrando a eles que seu desempenho foi insatisfatório e que não cumpriram suas metas financeiras anuais.

China // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …

Um simples exame de sangue já pode prever câncer de mama 5 anos antes de se manifestar

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo, e também o que mais mata mulheres. No entanto, o grande paradoxo é que, enquanto a doença é a responsável por uma das principais …

Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Após convocar novas eleições, líder esquerdista cede à pressão das Forças Armadas e da polícia, entregando o cargo "para que meus irmãos não sejam ameaçados". Vice e outras autoridades também se demitem. O presidente da Bolívia, …

Pesquisadores descobrem a primeira nova cepa de HIV em quase duas décadas

Um estudo dos Laboratórios Abbott e da Universidade do Missouri (EUA) detectou a primeira nova cepa de HIV em 19 anos, desde que as diretrizes para classificação de subtipos foram estabelecidas em 2000. A cepa faz …

Google, Facebook e Microsoft propõem que Pentágono controle inteligência artificial

Microsoft, Google e Facebook estão pedindo para que Washington assuma controle sobre o desenvolvimento da inteligência artificial. Dois gigantes do Vale do Silício do GAFAM, Google e Facebook, juntos com a Microsoft, exortam, através de seu …

Georg Elser, o lobo solitário que quase matou Hitler

Em 8 de novembro de 1939, um carpinteiro alemão por pouco não mudou o rumo da história. Mas ditador nazista escapou do atentado preparado por ele em Munique. Passaram-se décadas até Elser ser reconhecido. Consta que …

Pela primeira vez, Brasil apoia embargo dos EUA a Cuba na ONU

Pelo 28º ano consecutivo, o embargo dos EUA imposto a Cuba há quase seis décadas foi condenado nesta quinta-feira (7) por uma esmagadora maioria na Assembleia Geral da ONU, onde a resolução cubana obteve 187 …

Inteligência artificial resolveria problema de Isaac Newton do século XVII

Um algoritmo astronômico descoberto por pesquisadores no Reino Unido resolveu um dos problemas que ninguém conseguiu solucionar desde Newton. A inteligência artificial (IA) poderia permitir que cientistas britânicos encontrassem uma solução em menos de um segundo …

O universo pode ser um loop gigante

Segundo um novo estudo liderado pelos cosmólogos Eleonora Di Valentino, da Universidade de Manchester (Reino Unido), Alessandro Melchiorri, da Universidade de Roma “La Sapienza” (Itália) e Joseph Silk, da Universidade Johns Hopkins (EUA), o nosso …

Macron afirma que Otan está em estado de "morte cerebral"

Em uma entrevista publicada nesta quinta-feira (07/11) pela revista The Economist, o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou considerar que a Otan está em situação de "morte cerebral". A opinião foi prontamente rebatida pela chanceler …