Greta Thunberg recusa prêmio por ativismo ambiental

“O clima não precisa de mais premiações”, afirmou a jovem ativista sueca ao rejeitar honraria oferecida pelo Conselho Nórdico. Ela pediu que políticos e governantes deem ouvidos à ciência.

A ativista do clima Greta Thunberg, que inspirou milhões de pessoas em todo o mundo ao iniciar as greves pelo clima que se tornaram um fenômeno global, rejeitou nesta terça-feira (29/10) um prêmio por seu papel em defesa do meio ambiente oferecido pelo Conselho Nórdico, um grupo que reúne os governos dos países do norte da Europa.

Em mensagem divulgada em seu perfil no Instagram, Greta agradeceu a premiação, antes de dispensá-la. “É uma enorme honra. Mas, o clima não precisa de mais premiações“, afirmou Greta em uma nota que também foi lida por ativistas na cerimônia de premiação em Estocolmo. “O que precisamos é que nossos governantes e políticos escutem as melhores pesquisas científicas atuais”, disse a jovem, que se encontra atualmente na Califórnia.

Fundado em 1952, o Conselho Nórdico – que reúne os cinco grandes países do norte da Europa (Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega, Suécia) e representantes das regiões autônomas dinamarquesas Groenlândia e ilhas Faroé, e do arquipélago Aland, da Finlândia – entrega anualmente prêmios de 350 mil coroas dinamarquesas (em torno de 46 mil euros) para personalidades das áreas da literatura, cinema, música e meio ambiente.

Greta, que chegou a ser nomeada para o Prêmio Nobel da Paz, já havia se recusado no ano passado a receber o Prêmio Infantil sobre o Clima, concedido por uma empresa de energia sueca, por que os finalistas teriam de viajar de avião até Estocolmo para participar da cerimônia.

A jovem de 16 defende que os voos contribuem para o aquecimento global, motivo pelo qual realizou uma viagem de duas semanas pelo Oceano Atlântico, de Plymouth, no Reino Unido, até Nova York, em um “veleiro sustentável” que não emite gases poluidores. Ela viajou para os Estados Unidos para participar de eventos relacionados ao clima, inclusive uma conferência da ONU com líderes internacionais, onde fez um discurso inflamado pedindo medidas concretas em defesa do meio ambiente.

“Vocês vêm até nós em busca de esperança. Como se atrevem?”, questionou Greta aos participantes da conferência. “Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias, e ainda assim eu sou uma das que têm sorte”, disse. “Pessoas estão sofrendo. Pessoas estão morrendo.”

Semanas mais tarde, ela recebeu a premiação Right Livelihood Award de 2019, também conhecida como o “Prêmio Nobel Alternativo”, dividindo a honraria com o líder dos yanomani Davi Kopenawa, além da ativista marroquina Aminatou Haidar e da advogada chinesa Guo Jianmei.

Em setembro, a ativista foi agraciada com o prêmio Embaixador da Consciência, concedido pela ONG Anistia Internacional, por sua “liderança e coragem únicas na defesa dos direitos humanos”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Trump volta a lançar dúvida sobre processo eleitoral nos EUA

Após recusar comprometimento com transição pacífica de poder, presidente americano diz não saber se é possível um pleito "honesto". Líder republicano no Senado diz que transferência de mandato presidencial será ordenada. O presidente dos EUA, Donald …

Criador do Novichok aponta falta de principais sintomas da substância em Navalny

Leonid Rink não considera convincente a evidência apresentada pela Alemanha sobre o alegado uso do Novichok contra o opositor russo, pois, se isso tivesse acontecido, os efeitos teriam sido diferentes. Podem ter sido encontrados vestígios de …

Este pode ser o 1º planeta descoberto em outra galáxia, a 23 milhões de anos-luz

Astrônomos encontraram um candidato a planeta localizado em outra galáxia, bem longe da Via Láctea, em uma região de intensa atividade caótica. Este mundo distante parece ser um pouco menor do que Saturno e orbita um …

EUA: Trump causa alvoroço ao recusar transição pacífica caso perca as eleições

Donald Trump tensionou a classe política nos Estados Unidos ao se recusar a garantir uma passagem pacífica do poder se perder a eleição presidencial dos Estados Unidos para Joe Biden, em 3 de novembro. Bastou uma …

Escolas de samba adiam desfile de Carnaval no Rio de Janeiro

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) decidiu adiar os desfiles das escolas de samba do grupo especial, que aconteceriam em fevereiro, devido à pandemia de covid-19. A decisão foi tomada, …

Governo brasileiro publica portaria sobre aborto retirando obrigatoriedade de informar polícia

Nova portaria publicada nesta quinta-feira (24) no Diário Oficial retira a obrigatoriedade de que a polícia seja avisada sobre a realização de abortos previstos em lei. O texto é assinado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. …

Asteroide passa ‘raspando’ pela Terra e chega mais perto de nós do que satélites de TV

Por pouco não tivemos a ‘visita‘ de um asteroide na manhã desta quinta-feira (24). O evento era, basicamente, a cereja do bolo do que está sendo o anos de 2020. Quase! O objeto, chamado de ‘2020 …

Sarcófago de 'supervisor dos tronos' é desenterrado no Egito

Um sarcófago de pedra calcária e várias estatuetas funerárias ushebti foram descobertas na cidade egípcia de Minya, por uma missão arqueológica do país, liderada por Mostafa al-Waziry, o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do …

Trump não se compromete com transferência pacífica de poder

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recusou-se a se comprometer com uma transferência pacífica de poder caso seja derrotado na eleição presidencial de 3 de novembro. "Vamos ver o que vai acontecer", disse Trump, ao …

TikTok impõe restrições em anúncios de emagrecimento para combater gordofobia

O TikTok anunciou nesta quarta-feira (23) uma série de novas regras que restringem a veiculação de anúncios de aplicativos e suprimentos de emagrecimento dentro da plataforma. Segundo o comunicado oficial da rede social, o objetivo das …