Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

jechstra / Flickr

A entrada do antigo campo de concentração de Auschwitz, na Polônia

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. “Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer”, diz sobrevivente.

Mais de 200 sobreviventes do Holocausto e delegações de mais de 50 países se reuniram nesta segunda-feira (27/01) no antigo campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, para marcar o 75º aniversário de libertação do local, no fim da Segunda Guerra Mundial. A cerimônia ocorre em meio a temores de vários países em relação ao crescente antissemitismo.

Dezenas de sobreviventes, acompanhados de filhos, netos, bisnetos e outros familiares, atravessaram o portão de ferro com a inscrição Arbeit macht frei (“o trabalho liberta”), pelo qual as vítimas passavam antes de serem assassinadas.

Muitos usavam gorros e lenços listrados de azul e branco, simbolizando os uniformes usados pelos prisioneiros. O presidente polonês, Andrzej Duda, também participou da caminhada e depositou flores perto do “muro da morte”.

“Precisamos forjar o futuro do mundo com base em uma compreensão profunda do que aconteceu há mais de 75 anos no coração da Europa e no que as testemunhas oculares continuam nos relatando”, escreveu Duda em comunicado divulgado antes do evento.

A verdade sobre o Holocausto não deve morrer. Não cessaremos nossos esforços para fazer o mundo se lembrar desse crime. Para que nada disso aconteça novamente.”

Mais de 1 milhão de pessoas, a maioria judias, foram mortas pelos nazistas em Auschwitz. Cerca de 900 mil foram assassinadas em câmaras de gás logo após a chegada ao campo.

Em seu discurso, o sobrevivente Marian Turski lembrou que “Auschwitz não caiu do céu”. Ele falou sobre a época em que morava em Berlim na década de 1930, quando apareceram os primeiros bancos com inscrições “proibido para judeus” em bairros de classe média, com muitos acadêmicos, e fez um alerta.

“Precisamos tomar cuidado para que isso não volte a acontecer. Precisamos prestar atenção aos sinais, precisamos defender as leis e respeitar as leis das minorias”, disse Turski. Ele destacou a importância de não ser indiferente a violações dos direitos das minorias.

“Não seja indiferente ao ver mentiras sobre a história, ao ver que o passado está sendo usado para objetivos políticos atuais, e não seja indiferente quando uma minoria está sendo discriminada”, acrescentou.

Yvonne Engelman, de 92 anos, que perdeu os pais no campo de extermínio, lembrou os horrores do local. “Podíamos ouvir crianças tossindo, chorando e sufocando com o gás, e sentíamos o cheiro da carne humana e o maior medo já sentido de ser talvez a próxima vítima”, disse.

Engelman contou que sobreviveu por um milagre. Quando chegou ao campo, foi despida, teve a cabeça raspada e foi colocada numa câmara de gás, que não funcionou naquele dia.

O sobrevivente David Marks, de 91 anos, disse que gostaria que esse horror jamais voltasse a se repetir e também fez um alerta. “Um ditador não aparece de um dia para o outro. Se não prestarmos atenção, um dia acordaremos e será muito tarde.”

// DW

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …

Presidente russo Vladimir Putin anuncia registro de 1ª vacina contra COVID-19

Nesta terça-feira (11), o presidente Vladimir Putin anunciou o registro da primeira vacina russa contra a COVID-19. "Tanto quanto sei, nesta manhã foi registrada, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra a COVID-19", disse o …

O planeta anão Ceres é um Oceano, afirmam cientistas

O planeta anão Ceres — há muito considerado uma estéril rocha espacial — é um mundo oceânico com reservatórios de água marinha sob sua superfície, descobriu uma grande missão de exploração que divulgou seus resultados …

Líder da oposição de Belarus deixa o país

Ministro da Lituânia afirma que Svetlana Tikhanovskaya "está em segurança” no país vizinho. Regime de Alexander Lukansheko, no poder desde 1994, vem reprimindo protestos que acusam governo de fraudar eleições. O ministro das Relações Exteriores da …

Jovem negro é morto no dia do aniversário por PM que achou que ele fosse atirar

Nesse domingo (9), Rogério Ferreira da Silva Júnior comemorava o seu aniversário de 19 anos dando um rolê de moto. Enquanto passava pela Avenida dos Pedrosos, na Zona Sul de São Paulo, foi perseguido por …

Bill Gates opina sobre compra do TikTok pela Microsoft: “cálice envenenado”

Embora esteja afastado desde março do conselho de diretores da Microsoft, Bill Gates, cofundador e atual consultor de tecnologia da companhia, não deixa de estar atento às recentes notícias de que a gigante de Redmond …

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …