Falha da Força Aérea permitiu acesso a armas ao atirador do Texas; Trump rejeita maior controle de armas

(dr)

Devin Patrick Kelley, o autor do tiroteio que matou 26 pessoas no Texas

O autor do ataque que matou 26 pessoas nos Estados Unidos devia ter sido referenciado para que não tivesse acesso a armas. A Força Aérea reconheceu o erro e investiga a forma como a instituição lidou com o atirador do Texas.

A Força Aérea norte-americana abriu um inquérito interno devido à sua falha em introduzir em uma base de dados federal informações importantes sobre Devin Kelley, o homem que matou 26 pessoas em uma igreja do Texas.

Nesta segunda-feira (6), a Força Aérea admitiu em comunicado que falhou um procedimento de segurança.

Kelley, depois de ter sido condenado por violência doméstica, foi afastado do serviço militar mas seu nome não foi incluído na base de dados que bloquearia seu acesso à armas que usou para atacar a igreja batista em Sutherland Springs.

Problemas familiares

Devin Patrick Kelley, autor do tiroteio que deixou 26 mortos em uma igreja no Texas, foi supostamente motivado por problemas familiares para cometer o massacre.

Isso é o que apontam as primeiras investigações sobre o caso, de acordo com Freeman Martin, chefe da polícia local. “Havia uma desavença naquela família”, disse o oficial a jornalistas nesta segunda-feira (6).

O atirador, segundo Martin, “demonstrava ter raiva” da sogra, cujo nome não foi revelado, e que frequentava a Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, cidade rural com cerca de 400 habitantes.

Ele enviou diversas mensagens de ameaças a ela – a última delas no domingo de manhã, horas antes de abrir fogo. A sogra, contudo, não estava na igreja na hora do incidente.

O ataque, segundo Martin, “não teve motivação racial e também não está ligado a crenças religiosas”. “Havia um problema doméstico com seus familiares”, afirmou o policial sobre Kelley, ex-soldado da Força Área dos Estados Unidos que cumpriu pena de um ano por agredir a esposa e o filho em 2012.

De acordo com o chefe de polícia do distrito de Wilson, Joe Tackitt, Kelley se matou após uma troca de tiros ao final de uma perseguição de carros.

Um bebê de um ano e meio e idosos estão entre as vítimas do massacre. Dez pessoas continuam internadas em estado grave. Segundo a rede CNN, Kelley usou um rifle AR-556 comprado em uma loja em San Antonio, no Texas, para cometer o atentado.

O atirador tentou tirar a licença para portar armas no estado, mas teve o pedido negado. “Pelos fatos que sabemos até agora, ele não deveria ter acesso a uma arma”, disse o governador Greg Abbott.

Em visita oficial no Japão, o presidente americano Donald Trump afirmou que o ataque é “um problema de saúde mental”.

“Temos muitos problemas de saúde mental no nosso país. É algo que precisamos abordar de maneira séria”, disse em entrevista coletiva em Tóquio ao ser questionado sobre que medidas que deveriam ser adotadas para evitar esse tipo de tragédia.

Necessidade de maior controle do porte de armas

O presidente americano, Donald Trump, rejeitou nesta terça-feira (7) a necessidade de iniciar um debate sobre o controle de posse de armas nos EUA e disse que com mais restrições as vítimas do ataque no Texas “poderiam ter sido centenas”.

“Se aquele homem não tivesse uma arma e não tivesse disparado contra o atirador, as vítimas poderiam ser centenas“, disse Trump em referência ao residente de Sutherland Springs (Texas) que, armado com seu próprio fuzil, enfrentou o homem que abriu fogo na igreja matando 26 pessoas.

O líder da Casa Branca encerrou assim as perguntas sobre uma modificação de lei por causa do pior massacre da história do Texas em entrevista coletiva em Seul, onde afirmou que “o estado com mais controles de armas é Chicago e é um desastre”.

Ciberia // GNI / EFE

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Engraçado que TODA a imprensa chama o cara de “ATIRADOR”, porque não chama ele de “O CATÓLICO TERRORISTA” exatamente como chamam o “MUÇULMANO TERRORISTA” ???
    Dias antes um indivíduo atropelou e matou 6 pessoas em Nova Iorque e até hoje toda a imprensa e governos chamam ele de TERRORISTA só pelo falo de ser muçulmano, e ainda digamos que foi um “acidente” porque mataram o cara e não da pra saber da realidade, inúmeras vezes acontece de alguém atropelar pessoas na rua e o motivo é “acidente” e não “terrorismo”, mas considerando que o cara realmente era um terrorista, atropelou e matou 6 pessoas… agora,… este outro entra na igreja e mata 26 pessoas ATIRANDO nelas, porque não é considerado um “TERRORISTA” ? se este mesmo cara fosse “muçulmano”, o chamariam de “ATIRADOR” ???
    vale a pena refletir !!!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …