Dinossauros foram extintos por impacto de asteroide, defende pesquisa científica

O mistério que levou ao fim da era dos dinossauros motiva pesquisadores do mundo inteiro a debater o que teria provocado essa extinção. Um novo estudo busca descartar a teoria de que a atividade vulcânica teria sido a responsável.

No trabalho publicado pela revista Science, pesquisadores afirmam que foi o impacto de um asteroide que causou a extinção dos dinossauros, mas que os vulcões podem ter moldado a vida que se desenvolveu posteriormente, revela a publicação Newsweek.

“Nossas evidências sugerem fortemente que a atividade vulcânica não contribuiu para a extinção”, afirma Pincelli Hull, professor assistente de Geologia e Geofísica na Universidade de Yale, em entrevista para a revista norte-americana.

A pesquisa de Hull reforça a teoria de que um asteroide (e não a atividade vulcânica ou uma combinação dos dois) foi o responsável pela extinção dos dinossauros.

“A extinção dos dinossauros e boa parte da vida, ocorrida 66 milhões de anos atrás, é um dos grandes mistérios da ciência”, afirma Pau Pearson, professor honorário da Universidade de Cardiff, que não esteve envolvido no estudo.

Muitos outros pesquisadores defendem que foi o impacto do asteroide Chicxulub que levou à extinção dos dinossauros. Porém, alguns acadêmicos argumentaram que uma série de erupções na atual Índia teve um papel secundário – ou mesmo principal – na extinção, expelindo lava e gases tóxicos por um período de centenas de milhares de anos. Este argumento dividiu o campo acadêmico em dois.

Hull e outros cientistas examinaram registros geológicos de mudanças de ciclos de aquecimento e carbono, comparando as informações com os modelos de aquecimento vulcânico para descobrir o que realmente aconteceu.

O carbono pode ser medido pela parte exterior do plâncton e dos crustáceos, que é formada a partir do carbonato extraído do CO2 nos oceanos.

Os pesquisadores identificaram que o cenário mais provável é o de um aquecimento vulcânico 200 anos antes da extinção, um período em que, de acordo com estudos anteriores, os dinossauros estariam prosperando.

A extinção pode ter ocorrido em um passado distante, mas os pesquisadores afirmam que hoje este evento tem uma importância vital.

“Este é um intrigante vislumbre de um momento fundamental da história da Terra. Caso não tivesse ocorrido, muito provavelmente não estaríamos aqui, e as espécies inteligentes na Terra seriam saurianas”, afirma Matt Genge, palestrante na Universidade de Londres (University College London – UCL) em entrevista à Newsweek.

Além disso, Genge observa que “esta pesquisa é uma lição e advertência […] Causamos quase tantos danos ao nosso planeta em 200 anos como algumas das maiores erupções vulcânicas ocorridas em 100.000 anos”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …