Neozelandeses não estão nada contentes com o “fake burger”

Impossible Foods / Facebook

O “Impossible Burger” que causou a ira dos neozelandeses

A Air New Zealand passou a oferecer a bordo um hambúrguer de carne sintética que tem provocado a ira nacional. Várias figuras da política neozelandesa consideram que o sanduíche é “uma ameaça aos produtores de carne” do país.

Segundo o The Guardian, um hambúrguer vegetariano, que “sangra” sangue falso, está sendo acusado de representar uma “ameaça” para a indústria da carne na Nova Zelândia, com uma grande discussão no país sobre o aparecimento da carne sintética.

O “Impossible Burger” (“hambúrguer impossível”, em tradução para português) está sendo servido na companhia aérea nacional Air New Zealand, e já provocou a ira do primeiro-ministro interino, que substitui a chefe do governo Jacinda Ardern, atualmente em licença maternidade.

Winston Peters afirma ser “totalmente contra a carne falsa” e considera que a companhia aérea deveria usar produtos animais verdadeiros. O “fake burger”, como já é chamado, foi criado por uma empresa norte-americana e é servido a passageiros da classe executiva em voos da transportadora entre Los Angeles e Auckland.

De acordo com o jornal, um representante do partido New Zealand First, Mark Patterson, alerta em comunicado que o hambúrguer pode representar “uma ameaça existencial ao segundo maior produto exportado na Nova Zelândia” e é como uma “bofetada” para o setor da carne vermelha.

“Ter a Air New Zealand a promover ativamente proteínas sintéticas, com uma componente de modificação genética, não é um bom exemplo da Nova Zelândia”, afirmou o porta-voz do partido nacionalista.

Por sua vez, Nathan Guy, porta-voz do Partido Nacional da Nova Zelândia, afirmou no Twitter que é “decepcionante” ver a companhia aérea optar por uma opção vegetariana, com as empresas não-carnívoras assumindo que o país precisa “acompanhar os tempos” modernos.

Em comunicado, a Air New Zealand afirma que gasta milhões de dólares, todos os anos, na compra de carne bovina e ovina da Nova Zelândia, considerando que o hambúrguer vegetariano não representa uma ameaça à indústria nacional de carne vermelha.

“Só no ano passado, servimos, com orgulho, cerca de 1,3 milhão de quilos de carne neozelandesa para clientes de todo o mundo”, refere a companhia. “A Air New Zealand não se desculpa por oferecer produtos inovadores aos clientes e continuará a fazer isso no futuro”, informou.

De acordo com o Expresso, essa não é a primeira vez que o hambúrguer – e a empresa que o criou – gera polêmica. A Impossible Foods foi fundada em 2011 pelo bioquímico Patrick O. Brown e captou investimentos na ordem dos 300 milhões de dólares. A meta: abolir a carne até 2035.

No caso do hambúrguer, os ingredientes de base são proteína texturizada de trigo, proteína de batata, óleo de coco e leg-hemoglobina, uma molécula que contém ferro e que existe naturalmente em todas as plantas e animais, escreve o periódico. Nos Estados Unidos, o “Impossible Burger” já está disponível em 2.500 restaurantes.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'

A abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo (17), foi recorde e atingiu 51,5%. O nível de abstenção supera o pior índice registrado até agora, em 2009, quando …

Álcool danifica o cérebro na adolescência

Se nós confiarmos apenas nas propagandas parece que o álcool de uma cerveja, uma taça de vinho ou de algum destilado serve apenas para unir as pessoas e deixá-las alegres. Mas o álcool pode ter …

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …

Petrobras é a segunda maior do mundo em operações no oceano

Entre as 100 maiores corporações transnacionais que operam nos oceanos mundo afora, a Petrobras aparece em segundo lugar. A lista, divulgada nesta quarta-feira (13/01), é parte de uma pesquisa publicada na renomada revista Science Advances, …

Estudo detecta pela 1ª vez em que resulta colisão de 3 buracos negros

Um novo estudo da agência espacial norte-americana NASA revela novas informações sobre o que acontece após colisões entre três buracos negros supermassivos. Com a ajuda do Observatório de Raios X Chandra, da NASA, e vários outros …