Boris Johnson vence por ampla margem no Reino Unido

Chatham House / Wikimedia

Boris Johnson, o novo primeiro-ministro britânico

O Partido Conservador do atual primeiro-ministro, Boris Johnson, conquistou a maioria absoluta dos assentos no Parlamento do Reino Unido nas eleições realizuadas nesta quinta-feira (12/12) no país. Esse resultado eleitoral garante ao premiê o número de parlamentares necessários para conduzir o Brexit em 31 de janeiro.

Os conservadores obtiveram 364 assentos dos 650 da Câmara dos Comuns, o suficiente para garantir uma maioria absoluta confortável, o que permite também que Johnson continue no posto de premiê. O Partido Trabalhista, de Jeremy Corbyn, elegeu 203 parlamentares, seu pior resultado desde 1935, quando conquistou 154 cadeiras.

O Partido Nacional Escocês, por sua vez, garantiu 48 cadeiras; os Liberais Democratas, 11; o Partido Unionista Democrático (DUP), oito; o partido irlandês Sinn Féin (SF), sete; o Plaid Cymru (nacionalistas galeses), quatro; e os Verdes, três.

Cerca de 46 milhões de britânicos foram chamados às urnas no pleito antecipado, o quarto em quatro anos, convocado pelo governo para tentar desbloquear o impasse criado no Parlamento pelo processo de saída do país da União Europeia (UE).

O Partido Conservador obteve uma vitória mais expressiva do que a esperada, conquistando ainda sua maior bancada na Câmara dos Comuns desde 1987, na era Margaret Thatcher. Durante a campanha, Johnson reiterou diversas vezes a promessa de executar o Brexit até 31 de janeiro de 2020.

O premiê agradeceu aos britânicos pela participação nas eleições. “Agradeço a todos em nosso grande país que votaram, aos voluntários, aos que se apresentaram como candidatos. Vivemos na melhor democracia do mundo“, escreveu ele no Twitter.

A partir de agora, o primeiro-ministro poderá promover o Brexit em 31 de janeiro, dez meses depois do planejado incialmente. O adiamento se deve a um impasse no Parlamento – que votou três vezes contra um acordo negociado pela ex-premiê Theresa May e recusou aprovar em três dias o acordo negociado por Johnson, inviabilizando assim a saída no final de outubro.

Para desbloquear esse impasse, Johnson convocou a eleição antecipada, a primeira a ser realizada em um mês de dezembro no Reino Unido desde 1923. Durante a campanha, o premiê prometeu finalizar o divórcio com a União Europeia e aumentar os gastos com saúde, educação e segurança.

Após o Brexit, o Reino Unido deverá negociar um acordo comercial com a União Europeia. Os conservadores prometeram concluir esse processo em apenas um ano.

A promessa é vista como uma ilusão – a título de comparação, levou sete anos para o bloco europeu concluir um acordo comercial com o Canadá, considerado um modelo para o Reino Unido por muitos britânicos pró-Brexit. E qualquer tratado precisaria ser assentido pelos 27 Estados-membros restantes da UE antes de entrar em vigor.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"O que vai curar a economia é a vacinação", diz economista do setor de comércio brasileiro

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reduziu a previsão de crescimento do setor mesmo com o início da vacinação. Para discutir a questão, a Sputnik Brasil conversou com Fábio Bentes, …

Covid-19: Austrália não deve reabrir fronteiras antes de 2022

A Austrália não deve reabrir suas fronteiras para viajantes estrangeiros em 2021, apesar do avanço das campanhas de vacinação em todo o mundo. A afirmação é do secretário da Saúde, Brendan Murphy, um dos …

Burger King revela seu 1º sanduíche 100% vegano

As lojas britânicas do Burger King agora têm um sanduíche inteiramente vegano. Desde o último dia 11 de janeiro a rede de fast food disponibiliza em seu cardápio no país o Vegan Bean Burger, um …

Novo implante controla fome e pode substituir cirurgia bariátrica

Um implante simples de um dispositivo sem fio, que controla o apetite, pode substituir a cirurgia bariátrica. Ele foi criado por médicos e pesquisadores da Universidade A&M do Texas, EUA e pode ajudar na perda de …

Amazon abre tecnologia da Alexa para montadoras de carros e outras empresas

A Amazon anunciou nesta sexta-feira (15) que dará a empresas terceiras a possibilidade de acessar a inteligência artificial central que sustenta a Alexa, a assistente de voz da marca. E as montadoras de automóveis serão as …

Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'

A abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo (17), foi recorde e atingiu 51,5%. O nível de abstenção supera o pior índice registrado até agora, em 2009, quando …

Álcool danifica o cérebro na adolescência

Se nós confiarmos apenas nas propagandas parece que o álcool de uma cerveja, uma taça de vinho ou de algum destilado serve apenas para unir as pessoas e deixá-las alegres. Mas o álcool pode ter …

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …