É o fim das teorias: franceses revelam como Hitler morreu em 1945

Recuerdos de Pandora / Flickr

Podemos parar todas as teorias da conspiração sobre Hitler

O ditador nazista Adolf Hitler definitivamente morreu em 1945, em Berlim, por tomar cianeto e ser ferido a bala, de acordo com pesquisadores franceses que receberam acesso raro a fragmentos dos dentes do ditador em Moscou.

“Os dentes são autênticos, não há dúvida possível. Nosso estudo prova que Hitler morreu em 1945”, disse o professor Philippe Charlier à Agência AFP.

Podemos parar com todas as teorias da conspiração sobre Hitler. Ele não fugiu para a Argentina em um submarino, ele não está em uma base escondida na Antártica ou no lado escuro da Lua”, pontuou Charlier.

O estudo, do qual Charlier foi coautor com outros quatro pesquisadores, foi publicado na sexta-feira (18) no European Journal of Internal Medicine.

A análise dos dentes ruins de Hitler e numerosas dentaduras encontrou depósitos brancos de tártaro e nenhum vestígio de fibra de carne. O ditador era vegetariano, lembrou Charlier.

Em março e julho de 2017, o serviço secreto da Rússia (FSB) e os arquivos do Estado russo autorizaram uma equipe de pesquisadores a examinar os ossos do ditador, pela primeira vez desde 1946, contou o francês.

A equipe francesa foi capaz de olhar para um fragmento de crânio apresentado como sendo do Führer, que mostrou um buraco no lado esquerdo, que foi provavelmente causado pela passagem de uma bala. Os cientistas não foram autorizados a recolher amostras deste fragmento.

Assim como está, a morfologia do fragmento foi “totalmente comparável” às radiografias do crânio de Hitler tiradas um ano antes de sua morte, segundo a pesquisa.

Se o estudo confirmar a visão geralmente aceita de que Hitler morreu em 30 de abril de 1945, no seu bunker em Berlim com sua companheira Eva Braun, ele também lança uma nova luz sobre as causas exatas da morte, informou Charlier.

“Não sabíamos se ele usou uma ampola de cianureto para se matar ou se era uma bala na cabeça. Provavelmente, ambos”, avaliou.

O exame dos dentes não encontrou vestígios de pó, o que indica que não havia um revólver na boca, mas provavelmente no pescoço ou na testa. Igualmente, depósitos azulados vistos em seus dentes falsos podem indicar uma “reação química entre o cianeto e o metal das dentaduras”, declarou o pesquisador.

Charlier, especialista em antropologia médica e jurídica, também esteve envolvido na análise do coração mumificado de Ricardo Coração de Leão, rei da Inglaterra coroado em 1189.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …